Aparecimento de escorpiões aumenta em toda região

O crescente aparecimento de escorpiões na região é motivo de alerta para toda população que deve tomar algumas providências em caso de acidente com picadas e manter uma rotina vigilante para evitar o aparecimento e procriação do artrópode.

Para evitar acidentes com picadas, em casa devemos tomar as seguintes precauções:

Não passe veneno,.venenos comuns não matam escorpião. Eles possuem um sistema respiratório capaz de fazer com que fiquem paralisados por um tempo e depois voltam ao normal, aí vão procurar proteção dentro das casas, armários, etc.

Tape os ralos com tela, feche as frestas embaixo das portas à noite. Tampe buracos e rachaduras de sua residência. Tampe tomadas não utilizadas. Jogue água sanitária semanalmente nos ralos.

Não acumule lixo ou entulho em seu quintal. Se tiver alimento para ele, ele vai ao seu quintal. Escorpiões gostam basicamente de grilos e baratas. Deixe as lagartixas em paz, elas são suas amigas nesse caso.

Denuncie vizinhos que tenham lixo ou entulho acumulado, inclusive àqueles que costumam descartar nas vias públicas móveis e eletroeletrônicas.

Caso encontre um escorpião, jogue um veneno para paralisa-lo. Então o coloque em um recipiente com água e chame a Vigilância Sanitária para que ela possa identificar a espécie e ter os dados do local (o que facilitará um trabalho de controle por parte da Prefeitura).

Deixe berço e cama desencostados da parede. Não deixe cobertas, lençóis caídos da cama para o chão, para que eles não possam subir.

Cuidado com casinha de bonecas esquecidas lá no fundo do quintal, onde só a criança entra e os pais nunca vão fazer uma inspeção. Cuidado com tocas, barracas… cheque antes da criança entrar. Cuidado com caixas de brinquedo.

Mantenha seu quintal sem mato e com a grama aparada, descarte corretamente o lixo da limpeza, (galhos, folhas, pedaços de madeiras e restos de construção).

Parece engraçado recomendar isso, mas galinhas são predadores naturais dos escorpiões. Galinhas d’Angola além de predadores de escorpião são ótimas vigilantes para sua casa.

Vai organizar armários? Nesse momento em que se fala tanto em escorpião, que tal usar luvas de proteção para evitar surpresas? Já houve incidentes com escorpião escondido em meio a toalhas.

Ensine seus filhos, mostre fotos e detalhe para eles os cuidados que devem tomar ao se deparem com um destes. Existem animaizinhos da natureza dos quais devemos manter distância.

A picada do escorpião é bastante dolorida e não causa inchaço, nada visivelmente assustador. Se a criança apresentar muita dor e você não tiver visto o que a picou, leve no hospital. Se identificar, vá ao hospital levando o escorpião junto em um vasilhame se possível seguro, não adianta procurar posto de saúde.

Jamais passe álcool no local da picada, apenas lave com água em abundância e coloque gelo.

Caso você ou um familiar tiver sido picado por um escorpião e estiver no hospital, entenda que há necessidade de se fazer um exame prévio para depois ser aplicada a sorologia. Não fique nas redes sociais reclamando de negligência do hospital ou dos profissionais sem entender antes o procedimento.

Algumas espécies de escorpião possuem reprodução assexuada, o que permite que uma fêmea tenha filhotes sem a necessidade de um escorpião macho. Isso facilita infestações, pois ela pode criar de 20 a 30 filhotes cada vez.

O escorpião tem o metabolismo lento e pode ficar por um longo período de tempo escondido sem se mover e sem se alimentar.

O animal tem preferência por locais frescos e úmidos (restos de entulho, montes de folhas, madeiras velhas, etc.). Dentro das residências, sua preferência é por roupas limpas, cesto de roupas sujas (por causa do cheiro humano), sapatos fechados (Cheque sempre antes! Ensine seu filho a checar! Cuidado com aqueles ‘crocs’ que ele deixa na escolinha e coloca na hora de ir embora). Ele também gosta de móveis de madeira, canos de esgoto e pequenas gretas no chão e paredes (Cuidado com os bebês curiosos que engatinham e mexem em qualquer buraquinho). Revise diariamente a cama / berço, sapatos fechados…

Quando se fala em escorpião, se deve pensar em CONTROLE E PREVENÇÃO. Adote as medidas acima. ESQUEÇA qualquer orientação sobre veneno (é PIOR). Já vi grupos de Facebook voltados para mães orientando a procurar um profissional especializado na área.

O veneno só serve para tirar o animal de seu habitat natural e fazer com que ele adentre as residências. Se quiser usar veneno, use para baratas (aqueles que você coloca uma gotinha em um canto e elas levam para o ninho) e SÓ. Mas MUITO CUIDADO se tiver criança ou animal de estimação em casa. Não se iluda com os famosos venenos que não tem cheiro (fazem mal do mesmo jeito).

O escorpião amarelo é mais perigoso que o preto. Sua picada pode ser fatal, principalmente em idosos e crianças.

Compartilhe a informação para que outras pessoas também façam a parte delas. CONTROLE é a palavra chave.

Escorpiões não gostam de cheiro de alfazema. Você pode colocar galhos de alfazema nas janelas.

Verifique se há torneiras com vazamento na casa, já que eles preferem locais úmidos.

Escorpiões são muito rápidos e sim, sobem pelas paredes.

Escorpiões não atacam. Os acidentes com picada acontecem quando a pessoa encosta ou pisa nele.

Escorpiões andam em dupla. Se você encontrou um, prepare-se, pois há outro por perto.

As equipes de vigilância da Prefeitura estão fazendo vistorias em casas e comércios para identificar possíveis criadouros de DENGUE, e na oportunidade está prevenindo e orientando as pessoas com relação ao escorpião.

Segundo a secretaria de saúde já foram identificados 4 pontos no município com a presença de escorpiões e as medidas já tomadas, porém, não é o suficiente, precisamos estar juntos nesta batalha.

O escorpião também conhecido por “lacrau” ou “alacrau”, é um animal invertebrado artrópode, com patas formadas por vários segmentos, que pertence à ordem Scorpiones, estando enquadrado na classe dos aracnídeos.

O escorpião-preto ou escorpião-marrom como são conhecidos (Tityus bahiensis) tem grande importância pelo veneno com ação neurotóxico, seu veneno não é tão potente quanto o do escorpião- amarelo, mas o acidente deve ser tratado com rapidez. São animais que possuem hábitos noturnos e que se alimentam de baratas, grilos, aranhas e outros invertebrados.

O Escorpião Amarelo é típico do Sudeste e Centro-oeste do Brasil. É a principal espécie que causa acidentes graves com registro de óbitos, principalmente em crianças. Possui hábitos domiciliares e, por isso, o contato com os seres humanos gera, em caso de picadas, um elevado número de acidentes no país. Em média, 20 filhotes são gerados por ano. Em toda a vida, um único escorpião dessa espécie pode gerar até 160 filhotes.