Fundo Social e a Sutaco estão cadastrando e recadastrando artesãos

O Fundo Social de Solidariedade de Paranapanema em parceria com a Sutaco comunica que o cadastramento e recadastramento para artesãos (ãs) do município estão abertos.

Os artesãos (ãs) do município que estiverem interessados em fazer seu cadastro na Sutaco devem procurar pelo Fundo Social munidos de cópia do RG, CPF e comprovante de endereço que pode ser uma conta de água, energia elétrica ou telefone e foto 3X4, sendo que na oportunidade deverá apresentar no mínimo três trabalhos artesanais de sua autoria.

Os trabalhos apresentados serão avaliados e após a avaliação, uma ficha é preenchida com todos os dados do artesão (ã), encaminhada à Sutaco e num prazo de 30 dias emite a carteira credenciando-o como artesão (ã)

Com o cadastro é possível o artista artesanal ter acesso à microcrédito, orientações jurídicas, emissão de nota fiscal de seus produtos e inclusive ser contribuinte autônomo para fins previdenciários.

Aqueles que já forem cadastrados na Sutaco e estiverem com suas credenciais vencidas ou precisando renovar, também devem comparecer no Fundo Social de Paranapanema que fica na rua Avaré, 262, ao lado do Foro de Paranapanema.

As vantagens de ser credenciado pela Sutaco são inúmeras, além dos benefícios já citados os artesãos (ãs) com o documento são reconhecidos profissionalmente, podendo inclusive usar o documento como apresentação pessoal nas transações comerciais.

O que é a Sutaco?

Inicialmente criada como uma Autarquia em 29/05/1970, a SUTACO hoje é a Subsecretaria do Trabalho Artesanal nas Comunidades integrando a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Governo do Estado de São Paulo. ÉR a marca do Artesanato Paulista reconhecida no País e no exterior, também coordena o Programa do Artesanato Brasileiro no Estado de São Paulo.

Qual é a missão da Sutaco?
A SUTACO tem como missão viabilizar, preservar, incrementar e promover o Artesanato Paulista contribuindo para o desenvolvimento local de modo economicamente viável, socialmente justo e ambientalmente responsável.  Também é sua missão resgatar as formas tradicionais de expressão do Povo Paulista, o “saber fazer” de pessoas e comunidades das mais diversas características. Contribui para a geração de renda e inclusão econômica das Artesãs e Artesãos Paulistas no mercado.