Paranapanema adere ao Programa “Seja Digital”

Prefeitos e autoridades de 31 municípios do interior paulista participaram do evento “Seja Digital” no Auditório Municipal “Alcides Rossi”, anexo ao Paço Municipal de Itapetininga/SP. A prefeita Simone Marquetto, o presidente da Seja Digital, Antônio Carlos Martelletto e a representante da “Seja Digital”, Edna Borges, recepcionaram o Secretário de Planejamento e Gestão de Paranapanema, Alexandre Brandimarti.

Brandimarti participou da assinatura coletiva do acordo de cooperação da “Seja Digital” e recebeu uma amostra do kit com uma antena para recepção do sinal digital e um conversor. Na oportunidade, o presidente da “Seja Digital” falou sobre a importância do engajamento das prefeituras e explicou que o kit vem auxiliar no que se refere ao desligamento de sinal da TV analógica.

Kit com antena e conversor é gratuito

A “Seja Digital” tem como parte de suas atribuições distribuir kits gratuitos com antena e conversor para a população de baixa renda cadastrada em Programas Sociais do Governo Federal. A lista de beneficiários é fornecida pelo Ministério do Desenvolvimento Social para que a “Seja Digital” informe ao público por meio de cartas e campanhas de comunicação para possam entrar em contato e agendar a retirada dos equipamentos.

Para saber se está na lista fornecida pelo Ministérios do Desenvolvimento Social ou se o agendamento já está liberado em sua região, o beneficiário deve acessar o site sejadigital.com.br/kit ou ligar gratuitamente para 147 com o CPF ou NIS (Número de Identificação Social) fornecido pelo Ministério do Desenvolvimento Social em mãos. Mais informações também podem ser obtidas no CRAS de Paranapanema.

O que é o Seja Digital?

A “Seja Digital” é uma instituição responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.