Prefeitura realiza desassoreamento da ponte do aterro

Devido o crescimento continuo do mato aquático nas margens do aterro da represa, a parte alagada começou a subir o nível da água e consequentemente prejudicar a vazão dos córregos da Mina e Pinheirinho.

Algumas propriedades que margeiam o alagado também poderiam ser prejudicadas com o nível subindo continuamente.

Buscando detectar o problema, a secretaria de obras constatou que a vazão da água do alagado que cai na represa Jurumirim, estava comprometida pelo crescimento do mato aquático.

Para solucionar o problema o setor disponibilizou uma retroescavadeira para limpar a saída de água e liberar a vazão total para controlar o nível do alagado.

A experiência e conhecimento do operador da retro Roque Borba, permitiu que a máquina adentrasse praticamente dentro da água para facilitar a limpeza do local.

O serviço vai beneficiar o meio ambiente, as propriedades que margeiam o alagado e principalmente os córregos da Mina e Pinheirinho que cortam a cidade, sendo que se não fosse executado os trabalhos os mesmos poderiam encher e até transbordar, já que a época está propícia a chuvas intensas.