Projeto Águia de Judô participa de torneio em Capão Bonito

Com mais de 150 atletas participantes, uma parceria entre a Polícia Militar e a Prefeitura de Paranapanema através da secretaria de Turismo, Esportes e Cultura, formou-se o Projeto Águia de Judô, que treina seus atletas três vezes por semana, na sede do projeto que fica na av. Neopolo Teodoro da Silva em frente ao destacamento de Polícia Militar.

No último final de semana o projeto esteve participando com 22 atletas das categorias Sub 9, 11, 13 e adulto do torneio Goya de Judô na cidade de Capão Bonito.

“Estamos engajados neste projeto, que visa não apenas a prática esportiva, mas também a socialização, disciplina, respeito e combate às drogas, e para incentivo dos nossos atletas, sempre estamos participando de torneios e campeonatos, levando o nome de Paranapanema e conquistando vitórias”. Comentaram os organizadores e mestres da arte marcial Mario Melo, Edvaldo Batista e Gabriel Fogaça.

“Aproveitamos esta oportunidade para agradecer a colaboração da Prefeitura de Paranapanema através da secretária Marili Pedroso que sempre está nos auxiliando nas participações de competições”. Finalizou o Sensei Edvaldo Batista.

Nesta última participação o projeto Águia de Judô conquistou mais um troféu que vai fazer parte da sua extensa galeria de premiações.

O judô é uma arte marcial esportiva. Foi criado no Japão, em 1882, pelo professor de Educação Física Jigoro Kano. Ao criar esta arte marcial, Kano tinha como objetivo criar uma técnica de defesa pessoal, além de desenvolver o físico, espírito e mente. Esta arte marcial chegou ao Brasil no ano de 1922, em pleno período da imigração japonesa.

O judô teve uma grande aceitação no Japão, espalhando, posteriormente, para o mundo todo, pois possui a vantagem de unir técnicas do jiu-jitsu (arte marcial japonesa) com outras artes marciais orientais.