Saúde realiza audiência pública do 3º quadrimestre de 2017

“Infelizmente não há um interesse popular em participar de uma Audiência Pública, ela é exigida por Lei e traz informações importantíssimas sobre o funcionamento da saúde, inclusive seus gastos”.

Assim a secretária da saúde Maria Aparecida Leonel, a Zinha deu início na audiência que aconteceu nas dependências da UBS Irmã Guilhermina onde apresentou todas as ações e gastos da saúde no último quadrimestre de 2017.

Juliana Pierami foi a responsável em fazer as explanações passando quadro a quadro todas as ações da saúde, apontando números, percentuais e onde a saúde estava bem ou mau.

Na maioria das ações realizadas pela saúde em 2017, os quadros apresentaram melhorias em resultados e números, mas também teve algumas ações que deixaram a desejar durante o ano passado, por falta de profissionais e estrutura, como no caso da saúde bucal.

“Tivemos um quadro depreciativo na saúde bucal em 2017, pois não tínhamos profissionais e estrutura suficiente para atender a demanda, mas neste ano vamos intensificar os trabalhos  nesta área”. Disse Juliana Pierami

“Fizemos concurso público e abrimos cinco vagas para dentistas sendo que quarto já se apresentaram, estamos finalizando a montagem dos consultórios da UBS do CDHU de Paranapanema, Vila Aparecida e Serrinha, em Campos de Holambra e no Centro de Saúde de Paranapanema já estão prontos e atendendo. Na UBS do Santa Helena e  Irmã Guilhermina em Paranapanema está prevista a montagem para o mês de março, mas antes disso já vamos fazer um mutirão na saúde bucal para colocar em dia o atendimento ao público”. Falou a secretária da saúde.

Outro detalhe que chamou a atenção nas explanações foram os dados numéricos que surpreenderam, apontando um crescimento considerável, como no Hospital Municipal, nos últimos quatro meses de 2017 foram 18.280 atendimentos e na UBS Campos de Holambra mais 8.660, ou seja, de setembro à dezembro de 2017 foram 26.940 atendimentos, uma média de 225 atendimentos por dia.

O programa Saúde da Família obtiveram os seguintes números em quatro meses: Campos de Holambra e bairros adjacentes 2.241 atendimentos e em Paranapanema 2.735, que somados perfazem um montante de 4.976 atendimentos, que divididos nos 120 dias da uma média de 42 atendimentos por dia.

Nas farmácias populares os números também impressionam, em Paranapanema foram atendidos 11.627 pacientes e em Campos de Holambra 4.181, que somados chegam aos 15.808 pacientes, em apenas quatro meses.

Ainda nas farmácias estes pacientes foram beneficiados com 20.562 ítens/medicamentos em Paranapanema e em Campos de Holambra mais 7.666 itens, perfazendo-se um total de 28.228 itens/medicamentos entregues sem nenhum custo para o paciente.

Nos transportes de pacientes foram realizadas 4.130 viagens para diversas localidades, levando 6.604 pacientes para consultas e procedimentos especializados, também em apenas quatro meses.

Em medicamentos solicitados através de pedidos judiciais, foram investidos quase R$ 1 milhão de reais, durante o ano de 2017, e na saúde como um todo no ano passado, foram mais de R$ 15 milhões de reais nos investimentos, sendo que esta cifra representa 30% dos recursos próprios.

O programa de Tabagismo está atendendo 165 pessoas em Paranapanema e mais 80 em Campos de Holambra, sendo que, interessados em deixar a dependência do cigarro pode procurar pela secretaria da saúde para maiores informações.

Vale lembrar que em 2017 foram lançados pouco mais de R$ 10. Milhões de reais em IPTU e a arrecadação não atingiu a metade, recebendo apenas 48%, sendo que a secretaria da saúde faz o planejamento de seus gastos, baseados na previsão do orçamento com recursos próprios.

Para melhor esclarecer, ficaria assim: caso a arrecadação atingisse a casa dos 80% do valor estimado lançado nos recursos próprios, os investimentos na saúde em termos de valores seriam os mesmos, porém o percentual seria menor, cairia de 30% para 18%.

O prefeito Antonio Nakagawa, o vice prefeito Zé Maria, assim como os vereadores Kley Menck e Teia da Serrinha, participaram da audiência.