SEBRAE apresenta programa para Desenvolvimento Local

Representantes do SEBRAE estiveram reunidos com o prefeito, assessores e representantes da ACIAPAR, para discutirem assuntos relacionados ao programa Desenvolvimento Local.

O programa do SEBRAE tem a finalidade de dar suporte técnico à pequenos empreendedores e também às tendências empreendedoras que sejam apontadas pela prefeitura.

O programa funciona em parceria com a Prefeitura e Associação Comercial, onde juntos buscam na tendência empreendedora apontada, reunir os MEIs e empresários já estabelecidos ou não, em um seguimento, e dar todo suporte técnico para que a empresa e o empresário obtenham sucesso no empreendedorismo.

Buscando num cronograma específico montado pelo SEBRAE, trilhar caminhos favorecidos aos empreendedores, o programa traz inúmeros benefícios como a Desburocratização, Salas do Empreendedor e SEBRAE Aqui, Agente de desenvolvimento Local através de qualificação de funcionário indicado pela Prefeitura, Compras governamentais e Agricultura Familiar.

Feiras e Eventos, Encontros, Rodadas e Sessões e o Inova Olhar, também fazem parte do cronograma a ser seguido, assim como a Ativação da Governança Local, Agente de Coordenação Institucional, Projetos Vocacionais e Sebraetec.

O JEPP – Jovens Empreendedores Primeiros Passos, Crescendo e Empreendendo e Escola Superior de Empreendedorismo, também fazer parte do ciclo.

Após a apresentação do programa ao prefeito, ficou definido que a municipalidade vai analisar os investimentos por parte da Prefeitura e identificar qual a maior tendência de negócio a ser apontada para que os técnicos do Sebrae possam desenvolver o programa.

Para melhor entender a sistemática do programa, vamos simular uma situação:

Digamos que a tendência do município de Paranapanema seja o turismo, já que temos uma grande extensão de água que é o atrativo para o turista.

Dentro do nicho “turismo” temos diversos seguimentos e digamos que o apontado seja a alimentação.

A prefeitura identificará as pessoas que estão no ramo da alimentação como restaurantes, pizzaria, alimentação artesanal como a confecção de queijos, compotas de frutas, salgados, doces, peixes, embutidos entre outros, e apresentará o programa.

Após a aceitação de todos ou parte dos convidados, que atendam o mínimo de participantes exigidos pelo programa, que é de pelo menos 15 empreendedores, entra o Sebrae que vai apresentar a sistemática do programa e o tempo de qualificação.

Depois de concluído o tempo de qualificação o Sebrae junto com a prefeitura organizará um evento para entrega dos certificados e apresentação dos novos empreendedores à sociedade.

É a prefeitura pensando no micro e pequeno empreendedor.